Post Aleatório
PARA LEVANTAR O ÂNIMO, O MELHOR É… CAMINHAR!

PARA LEVANTAR O ÂNIMO, O MELHOR É… CAMINHAR!

PARA LEVANTAR O ÂNIMO, O MELHOR É… CAMINHAR!

Caminhar nos cura e nos ajuda a abrir nossas mentes, limpar as nossas ideias, e sair da rotina de nossas vidas diárias. É um ato simples, mas libertador, tanto física quanto psicologicamente.

A verdade é que caminhar e fazer outros exercícios físicos diários nos ajuda ativar-nos nós e recuperar uma vida produtiva e emocionalmente satisfatória. Por exemplo, a caminhada pode ajudar a parar de perpetuar um estado de limitação de humor, que faz a pessoa se sentir mal.

Neste sentido, graças à estabilização e perseverança de um hábito tão saudável como caminhar, a pessoa se livra dos pensamentos negativos e emoções dolorosas aos quais, eventualmente, foi submetida pelo constante estresse em que vivemos normalmente.

para-levantar-o-ânimo2

 

A  melhor receita para se sentir melhor:uma caminhada diária

Manter como costume uma caminhada todos os dias durante pelo menos uma hora é uma das melhores “medicinas”, tanto para o cérebro que se encontra em estado deprimido ou ansioso, quanto para o corpo que se manifesta dolorido, instável.

Assim, de preferência, e na medida das nossas possibilidades, os passeios devem ser em ambientes naturais, porque a paz e contato com a natureza nos ajudam a nos desligarmos da agitação e estabelecer um contato pacífico com nossas emoções e pensamentos.

Nossa mente e corpo “passam mal” com a rotina e stress aos quais nos submetemos diariamente. Como resultado da inatividade, nosso cérebro torna-se lento, pesado, preguiçoso, deprimido e ansioso.

Então, começamos a perceber que não nos lembramos bem, que não queremos nada que fuja do nosso caminho diário da vida, que não há atividades interessantes ou gratificantes o suficiente para nos tirar da nossa espreguiçadeira, etc.

“Andar simboliza a libertação pessoal e mental, a “aceleração equilibrada” da nossa mente e contato com novos estímulos que podem ser gratificantes.”

Caminhar é uma boa maneira de limpar a mente

Caminhar é uma boa maneira de  limpar a mente

Somos projetados para nos mover, por isso a nossa mente e corpo o apreciam tanto. Através desse exercício tão simples, limpamos a mente e esclarecemos as nossas ideias, tornando o nosso cérebro mais criativo e eficaz.

Através dos passeios que oferecem a possibilidade de relativizar os nossos problemas e nos conectar com nosso “eu” mais profundo, não prestamos mais atenção nesse turbilhão que nos rodeia na vida cotidiana.

Obviamente, esses benefícios não são alcançados do dia para a noite, temos de realizar essa atividade por pelo menos uma semana. Desta forma, conseguiremos:

  • Pare de preocupar nosso cérebro e restaurar a sua neuroquímica saudável e equilibrada. Isso é eficaz para reativar o nosso lobo frontal e nosso sistema límbico, ordenando nossos pensamentos e emoções.
  • Como resultado desta reestruturação funcional, o estresse irá desaparecer e nos sentiremos mais relaxados, seguros e confiantes com o que nos rodeia.

para-levantar-o-ânimo3

 

  • Nos libertamos e expandimos socialmente, porque graças a este simples ato, abrirmos nosso campo de circulação e de relacionamento pessoal. Em outras palavras, nós não nos sentimos “presos ou bloqueados.”
  • Retomamos nosso contato com a natureza todos os dias, reservando e salvaguardando a dedicação e satisfação de necessidades pessoais.

Quem experimenta, comprova sem dúvidas que a caminhada nos ajuda a nos sentir melhor e para limpar nossas mentes, porque reservamos um tempo a cada dia para desfrutarmos e nos conectar com estímulos novos e gratificantes.

Portanto, a melhor receita para aumentar seu ânimo é: CAMINHADA. Se você ainda não tentou fazê-la, faça-a; e se você já conhece seus benefícios, nunca pare de praticar esta atividade física enriquecedora e compartilhe seus benefícios!

 

___imagem-reprodução-melhorcomsaude.com

Traduzido pela equipe de O Segredo

Fonte: La Mente es Maravillosa

 

créditos—-https://www.facebook.com/OSegredoOficial/?fref=ts

 

 

Envie um comentário: